Post Plataforma de Vídeo Corporativo

2 visualizações

Embora a maioria dos profissionais de streaming de mídia esteja familiarizada com as ferramentas de distribuição de vídeo voltadas para o público, como plataformas de vídeo on-line (OVP) e redes de entrega de conteúdo (CDN), também há uma classe de produtos e serviços um pouco mais anônimos projetados para ajudar as empresas a distribuir e entregar conteúdos de forma eficiente e segura dentro de seus firewalls. Neste artigo estamos chamando esta classe de plataformas de vídeo corporativo de produto e identificamos as alternativas mais comuns nesta classe e perguntas a serem feitas ao comparar estas alternativas.

Em geral existem quatro categorias principais de plataformas de vídeo corporativo, com uma sobreposição significativa entre as duas primeiras classes em particular.

Plataforma de Entrega Empresarial: uma tecnologia baseada em player de vídeo projetada especificamente para racionalizar a distribuição de vídeo ao vivo e sob demanda dentro de uma empresa, geralmente via entrega peer-to-peer, o que permite que os nós em uma rede entreguem bits de vídeo uns aos outros. Isso é muito mais eficiente do que a entrega unicast, onde cada visualizador deve recuperar um fluxo exclusivo.

Enterprise Content Delivery Network (eCDN): um produto ou serviço que usa infra-estrutura corporativa existente e outras tecnologias, como multicast (um único fluxo visível por muitos visualizadores simultâneos) e entrega peer-to-peer para racionalizar a entrega de vídeo ao vivo e sob demanda dentro da empresa.

YouTube Corporativo: um produto ou serviço que permite que as empresas criem um aplicativo interno do tipo YouTube para seus funcionários, clientes e parceiros, permitindo que as partes interessadas selecionadas enviem e publiquem vídeos com moderação de conteúdo e visualização segura.

Portal de Vídeos Corporativos: um produto ou serviço que gerencia todos os conteúdos de vídeo produzidos pela empresa e os disponibiliza para funcionários, clientes e parceiros, tanto dentro de um portal personalizado quanto através de plug-ins que se encaixam em portais existentes. Esta é a categoria de produto mais ampla das quatro e pode incluir componentes das outras três categorias.

A seguir detalhamos as perguntas a serem feitas antes de optar por um produto específico.


DEVO COMPRAR OU ACESSAR VIA MODELO SOFTWARE-AS-A-SERVICE (SAAS)?

Alguns produtos estão disponíveis para compra e instalação dentro do firewall da empresa, enquanto alguns estão disponíveis apenas como SaaS. Existem também produtos híbridos que incorporam componentes de software e serviços de desenvolvimento. Se você tem uma forte preferência sobre qualquer modelo, certifique-se de que seus produtos candidatos atinjam essa preferência.


QUAIS FUNCIONALIDADES O PRODUTO CONTEMPLA?

Existe uma disparidade significativa nas funcionalidades entre as quatro categorias de produtos listados, e muitas vezes entre produtos dentro de uma classe. Por exemplo, o produto inclui recursos de encoding, ou simplesmente funciona com conteúdo já codificado? Se ele codificar, produz um fluxo único ou fluxos adaptativos, e quais plataformas ele pode alcançar?

Obviamente, a entrega para smartphones e tablets iOS e Android é a chave, com as smart tvs no roteiro tecnológico. Para portais ou mesmo YouTubes corporativos, você quer uma tecnologia que possa detectar e personalizar a entrega de acordo com fatores como o dispositivo de reprodução e a velocidade de conexão, de preferência com fluxos adaptativos.

Além desses recursos, o produto atende apenas o conteúdo sob demanda, ou também ao vivo? Para eventos ao vivo, o produto incorpora funcionalidade de controle de acesso para gerenciar as funções de registro e comunicação com seus espectadores ou simplesmente distribui os fluxos ao vivo?

Quanto controle o produto fornece sobre o conteúdo que seus funcionários devem ver? Por exemplo, alguns portais podem ser usados ​​para determinar quais os vídeos que seus funcionários devem assistir e, em seguida, monitorar a conformidade e até mesmo administrar testes, o que pode ser uma grande economia de tempo em um ambiente fortemente regulamentado. Outros simplesmente tornam os vídeos disponíveis via mecanismos do YouTube, onde um supervisor pode enviar um link por e-mail para um funcionário, mas não pode acompanhar a visualização real. Se o rastreamento de quais vídeos seus funcionários assistiram e por quanto tempo é chave, ponha isso na mesa na sua avaliação, porque as capacidades variam muito aqui.


QUE TIPOS DE CONTEÚDO SUPORTA?

Com plataformas de entrega corporativa e eCDNs, você quer ter certeza de que o produto pode distribuir uma ampla gama de tipos de conteúdo. Por exemplo, pergunte se o produto pode incorporar e ajudar a produzir conteúdo, como vídeos gerados em eventos e conferências contendo slides e outros documentos. Muitos portais oferecem ferramentas de captura ou interfaces da web que integram slides com o vídeo do apresentador. Muitos também podem aceitar entradas baseadas em cameras de tela ou até mesmo vídeos gerados pelos smartphones em suas apresentações.

Para ampliar as formas de captura de eventos ao vivo, verifique se o produto suporta vídeos baseados em camera de tela (webcam) e uma variedade de fontes, desde cameras de telefones celulares até produções profissionais.


QUÃO EFICAZMENTE O SISTEMA MODERA E GERA O CONTEÚDO?

Para o YouTube corporativo e os portais, você quer um fluxo de trabalho robusto e baseado em regras que dite quais funcionários podem carregar, editar e publicar conteúdo. Você também quer um sistema que possa detalhar o ciclo de vida do conteúdo, por exemplo, permitindo que os usuários estabeleçam datas de validade para seus vídeos.


QUÃO EXTENSIVA É A INTEGRAÇÃO COM REDES SOCIAIS?

A mídia social é a chave para aproveitar totalmente o conteúdo do seu vídeo. Os usuários devem ser capazes de avaliar o conteúdo, adicionar comentários, compartilhar conteúdo por e-mail, incorporar conteúdo em páginas internas da empresa, ou mesmo divulgar o vídeo via Facebook, Twitter ou Linkedin, se apropriado.


COMO SE INTEGRA COM OS SEUS SISTEMAS DE SEGURANÇA EXISTENTES?

A maioria dos produtos pode se integrar com sua infra-estrutura de logon existente, seja via protocolo de acesso LDAP ou linguagem de segurança (SAML). Isso economiza o incômodo de criar um novo banco de dados e permite relatórios detalhando os vídeos contribuídos ou assistidos por cada funcionário. Trabalhar com classes ou funções definidas em sua infraestrutura de logon existente também deve simplificar a criação e a aplicação de permissões baseadas em perfis para as várias funcionalidades habilitadas pelo produto.


COMO É INTEGRADO COM O SISTEMA DE GESTÃO DE APRENDIZAGEM (LMS)?

Se você tem um LMS existente, você quer se certificar de que seus produtos candidatos possam trabalhar dentro desse LMS, tanto para apresentar conteúdo para a sua comunidade como para ajudar a utilizar seu LMS de forma mais eficiente.


QUÃO ESCALÁVEL É A TECNOLOGIA?

Algumas tecnologias são construídas com base em infra-estrutura de hardware interna da organização e a única maneira de escalar é comprando servidores e equipamentos adicionais. Outros são baseados em tecnologia de nuvem, como a Amazon Web Services, o que simplifica a ampliação de infra-estrutura de hardware adicional.


COMO O SISTEMA SE INTEGRA COM SISTEMAS EXISTENTES DE ARMAZENAGEM E ENTREGA?

As organizações com tecnologias de distribuição de vídeo internas existentes devem procurar um produto que possa trabalhar com essas tecnologias para fornecer o sistema de entrega mais acessível e eficiente. Alguns sistemas basicamente substituem sua infra-estrutura existente por tecnologias peer-to-peer e/ou multicast, enquanto outros podem aproveitar a infra-estrutura existente e melhorar a eficiência geral de entrega. Por exemplo, eles podem fazer isso armazenando automaticamente os vídeos nas infra-estruturas de cache existentes após a codificação.

Em um ambiente de reprodução distribuída, com vários escritórios remotos, você quer entender como o sistema servirá seus visualizadores remotos e alavancará a infra-estrutura existente. Os sistemas mais sofisticados podem funcionar com a infra-estrutura interna existente e também podem incorporar os recursos de entrega de CDNs externos para simplesmente alcançar todos os usuários internos e externos da organização.


QUALQUER MARCA É PERMITIDA, E QUÃO FÁCIL O PRODUTO É PERSONALIZADO?

A maioria das organizações quer uma aparência e um aspecto único para seus portais e aplicativos, e muitas têm várias divisões que também podem querer sua própria aparência. Essas organizações devem procurar um produto fácil de personalizar.


QUÃO DETALHADOS SÃO OS RELATÓRIOS E DADOS ANALÍTICOS?

A maioria dos produtos de portal oferece uma série útil de relatórios padrões e personalizáveis. Se as suas necessidades ultrapassarem esses conceitos básicos - novamente, talvez porque você trabalha em um ambiente regulado - certifique-se de que você pode se aprofundar nas análises de dados para ir além de simplesmente saber quais vídeos seus funcionários assistiram e por quanto tempo.


COMO É PRECIFICADO?

O preço varia drasticamente conforme o fornecedor: alguns cobram por portal ou aplicativo, outros pelo número de encoders, alguns pelo número de servidores e outros pelo número de usuários. Identifique claramente o modelo de precificação do produto e determine como ele será afetado pelo crescimento futuro dos usuários ou do volume de visualização.


Conheça a plataforma de vídeo corporativo EiTV CLOUD e encontre o produto ideal para as necessidades de distribuição de conteúdo da sua empresa.


#PlataformaDeVideoCorporativo

Categorias: tecnologia